Sinopse das Obras Básicas

Livro dos Espíritos

Na forma de perguntas e respostas, os Espíritos explicaram tudo o que a Humanidade estava preparada para receber e compreender, esclarecendo-a quanto aos eternos enigmas de sabermos de onde viemos, por que aqui estamos, e para onde vamos, facilitando, assim, ao homem, a compreensão dos mais difíceis problemas que o envolvem.

Todas essas explicações estão contidas neste livro.

No final desta obra, há um Índice Analítico dos Assuntos, reunindo, em ordem alfabética, todos os verbetes que podem interessar aos estudiosos.

Allan Kardec, quando redigiu seus livros, escreveu para o povo, em linguagem simples, e, sendo esta uma tradução literal, a linguagem simples original ficou preservada.

Além disso, e principalmente, o tradutor respeitou a integridade do livro, que deve ser considerado sagrado, e não acrescentou nem sua opinião pessoal, nem notas de rodapé que não estavam no original.


O Evangelho Segundo o Espiritismo

Baseado em instruções de Espíritos Superiores, sempre registradas nos finais dos Capítulos, Kardec explica as máximas morais de Jesus, convidando-nos a vivenciá-las no nosso dia-a-dia.

Expondo com clareza e simplicidade à razão e ao coração, é o livro de cabeceira de milhares e milhares de criaturas.

A sua introdução define o objetivo desta obra: abordar exclusivamente o ensinamento moral do Evangelho, pois esse código divino “é, acima de tudo, o caminho infalível da felicidade esperada”.


O Livro dos Médiuns

Esta obra trata das manifestações espíritas e dos médiuns, portanto, da parte fenomênica do Espiritismo, e o caracteriza como ciência de observação que cuida das relações entre o mundo corpóreo e o mundo invisível ou espiritual.

É um manual indispensável para todos aqueles que queiram participar das atividades mediúnicas, ou simplesmente queiram conhecer a natureza e os mecanismos da mediunidade.

No final desta obra, há um Índice Analítico dos Assuntos, reunindo, em ordem alfabética, todos os verbetes que podem interessar aos estudiosos.

Allan Kardec, quando redigiu seus livros, escreveu para o povo, em linguagem simples, e, sendo esta uma tradução literal, a linguagem simples original ficou preservada.

Além disto, e principalmente, o tradutor respeitou a integridade do livro, que deve ser considerado sagrado, e não acrescentou nem sua opinião pessoal, nem notas de rodapé que não estavam no original.


A Gênese

Essa obra é mais um passo adiante, nas conseqüencias e aplicações do Espiritismo. Conforme indica seu título, tem por objetivo o estudo dos três pontos diversamente interpretados e comentados: A Gênese, os milagres e as predições, em suas relações com as novas leis que decorrem da observação dos fenômenos espíritas.

Esta obra é umcomplemento das aplicações do Espiritismo de umponto de vista especial.

Os matariais estava preparados, ou pelo menos elaborados desde longo tempo, mas o momento de publicá-los não havia ainda chegado.


O Céu e o Inferno

Qual o destino do homem após a morte física? Quais as causas do temor da morte? Existem o Céu e o Inferno? A antiga crença nos anjos e demônios merece crédito? Como procede a Justiça Divina?

Estas e outras questões correlatas são devidamente escla-recidas, na Primeira Parte desta obra, à luz da lógica e dos ensi-namentos dos Espíritos. Na Segunda Parte, intitulada Exemplos, Kardec registra numerosas comunicações de Espíritos - classificados por categorias, tais como: felizes, sofredores, arrependidos, endurecidos, suicidas - que exemplificam toda a teoria exposta anteriormente.

No final desta obra, há um Índice Analítico dos Assuntos, reunindo, em ordem alfabética, todos os verbetes que podem interessar aos estudiosos.

Allan Kardec, quando redigiu seus livros, escreveu para o povo, em linguagem simples, e, sendo esta uma tradução literal, a linguagem simples original ficou preservada.

Além disto, e principalmente, o tradutor respeitou a integridade do livro, que deve ser considerado sagrado, e não acrescentou nem sua opinião pessoal, nem notas de rodapé que não estavam no original.


Obras Póstumas

Vasto material doutrinário deixado por Kardec em seu escritório de trabalho, quando regressou ao Mundo Espiritual, foi reunido, em face de seu inestimável valor, constituindo este livro.

Dentre os temas aqui abordados, citaremos: Manifestações dos Espíritos, Estudo sobre a natureza do Cristo, Fotografia e telegrafia do pensamento, Música celeste, Conhecimento do futuro.

Na Segunda Parte, a obra apresenta uma coletânea de mensagens mediúnicas e estudos do autor que constituiria o livro Previsões concernentes ao Espiritismo.

No final desta obra, há um Índice Analítico dos Assuntos, reunindo, em ordem alfabética, todos os verbetes que podem interessar aos estudiosos.

Allan Kardec, quando redigiu seus livros, escreveu para o povo, em linguagem simples, e, sendo esta uma tradução literal, a linguagem simples original ficou preservada.

Além disto, e principalmente, o tradutor respeitou a integridade do livro, que deve ser considerado sagrado, e não acrescentou nem sua opinião pessoal, nem notas de rodapé que não estavam no original.